spanner PESQUISA DE PRODUTO

Pode sentir a vontade de pegar a mota, quando os primeiros raios de sol derretem a neve lentamente e começam a aparecer novos brotos da Primavera? Pode imaginar ouvir o rugido do motor e sentir a brisa no rostro? Como um motoqueiro, é provável que você está a contar os dias até você poder levar sua mota na sua primeira viagem da temporada. Se é cedo ou tarde, esse é o nosso Conselho: Aproveite o tempo para preparar a sua mota para o verão! Como? Basta segui a lista de verificação de nosso perito Kai Wilschrei, gerente de serviços técnicos de Aftermarket para EMEA da NGK SPARK PLUG EUROPE.

Pode sentir a vontade de pegar a mota, quando os primeiros raios de sol derretem a neve lentamente e começam a aparecer novos brotos da Primavera? Pode imaginar ouvir o rugido do motor e sentir a brisa no rostro? Como um motoqueiro, é provável que você está  a contar os dias até você poder levar sua mota na sua primeira viagem da temporada. Se é cedo ou tarde, esse é o nosso Conselho: Aproveite o tempo para preparar  a sua mota para o verão! Como? Basta segui a lista de verificação de nosso perito Kai Wilschrei, gerente de serviços técnicos de Aftermarket para EMEA da NGK SPARK PLUG EUROPE.
 

 

1. Acordar-se  e brilhar
Primeiro, remova a tampa e limpa a capa protectora que você usou para preservar o delicado cromado ou outras superfícies metálicas durante o inverno. Use um pano seco e macio e um óleo para todos os fins. Sua mota vai avaliar o cuidados extra resplandecendo com um grande brilho.

2. Tudo enchido
Em segundo lugar, verifica o desenho e a pressão do pneu e, se necessário, inflar ou desinflar de acordo com o manual do usuário. Se um pneu já foi usado por um longo período (4-6 anos), é aconselhável substituí-lo antes do início da temporada.
- Conselho do especialista: Se comprou uma mota  de segunda mão, ou se você esqueceu a data da última alteração, a continuação vamos   indicar-lhe   como determinar a idade dos pneus: ver o número de "DOT", que consiste em letras e números nos laterais do pneu; Especialmente nos últimos quatro dígitos. Os dois primeiros indicam a semana e os dois segundos o ano de fabricação.

3. Verifique as alavancas
Verifique todas as alavancas, o acelerador, a alavanca de embreagem, alavancas de mudanças e alavancas do travão. Eles funcionam como deveriam? Eles funcionam facilmente? Você tem o set necessário?

4.Conécte-se

Seguidamente , instalar e conectar a bateria carregada e testada. Uma bateria totalmente funcional é a chave. Não se esqueça de analisá-lo com um testador de bateria e reemplaza-la se são diagnosticados problemas de carregamento. Antes de instalar a bateria, também verificar os conectores de fio. Se tem alguma corrosão, limpe-os com uma escoba de  fio metálico.

Isto irá assegurar que  a sua bateria está bem conectada com o sistema elétrico da sua bicicleta. Para evitar corrosão futura, você pode aplicar "massa lubrificante para os terminais da bateria". Quando  instalar a bateria, simplesmente deslize-o no  seu lugar e ligue os cabos aos terminais. Importante: Certifique-se de  colocar o lado positivo em primeiro lugar e, logo , o lado negativo. Então você coloca tudo no lugar usando a fixação da fita  da bateria e reinstale o assento da moto, se ele foi removido

 

5.¿Todo ligado?

Verifique as luzes da frente , a  luz traseira,  a luz de freio, piscas e buzina. Ligue a ignição. Verificar o funcionamento de todas os avisadores  de indicadores, especialmente os da pressão do óleo e gerador.


6. Começa a rodar

Liga o motor, espere a luz de pressão de óleo desligar  e deixá-lo executar  em ponto morto. Se o tanque foi preenchido até a borda com combustível novo antes de deixar a mota durante o inverno durante os meses de inverno (como deveria ser), não deve haver nenhum problema com partida a frio. Encha o tanque completamente, garante que não há o espaço vazio no interior para que os componentes voláteis do combustível se evaporem.

Mas se o único tanque foi parcilamente cheio, o combustível dever ser substituido.„o desperdicio de combustível velho pode formar uma camada electro  conductora que faz que a tensão de ignição se desloque ao longo do isolador  e do casquilho da vela para a terra,

Depósitos como este são quase impossíveis de remover e nem sempre são visíveis a olho. Então, mesmo se uma vela parece boa, substituir pode ser a única solução se sua mota não arranca depois de inverno", explica Kai Wilschrei do Serviço Técnico.
 
Quando troques a túa vela, considera a opção de montar as velas de ignição Iridium IX em vez do tipo normal de "níquel". " As velas de ignição 2 rodas NGK Iridium IX de alto desempenho foram projetados especificamente para a motocicleta. Eles oferecem um desempenho de arranque  otimizado com partidas em frio  sem problemas, desde que a fuligem não é mais um problema ", revela o especialista." Podem  cobrir também  pelo menos o dobro da quilometragem das velas  convencionais de níquel".

 A principal característica das velas de ignição NGK Iridium IX é que seu eletrodo de irídio soldado com láser . Irídium é um metal de alta tecnologia que proporciona um desempenho de poder excepcional, tanto nos desportos motorizados e dirigindo todos os dias. É a razão porque os fabricantes estão optando cada vez mais  por velas de ignição Iridium como standard.

Quando o motor está  a funcionar, faz um teste corto virando a esquina . Enquanto dirige, preste atenção para a suspensão e a absorção das colisões. Depois de iniciar a marcha em uma mota com ABS, a luz na caixa deve desligar-se imediatamente após o início. Tenha cuidado ao usar os freios pela primeira vez. Eles podem reagir de forma diferente do que o normal, ja que uma camada fina de óxido pode ter sido  coberta os  discos ou os tambores.


7. Preencher  os fluidos.

De volta em casa,  volte a colocar a mota no seu estande principal e enquanto o motor está ainda em temperatura, de funcionamento verificar que os líquidos foram preenchidos aos níveis corretos.

Nível de óleo do motor deve estar entre as marcas de mínimas e máximos.

Os outros fluidos deverão ser revisados: o óleo da transmissão (se está a separar do óleo do motor) o refrigerante (nos motores refrigerados por agua) e o liquido de freios. Se possível, use um instrumento ( tester) para verificar o conteúdo de agua do fluido do freio. Se o conteúdo de água no líquido é muito alto, ele poderia ferver quando os freios são aquecidos, o que pode reduzir ou até mesmo causar a perda total de potência de travagem. É altamente recomendável trocar o fluido de freio pelo menos a cada dois anos.
Recomenda-se igualmente verificar todos os circuitos para detetar possibilidade de fugas pino de drenagem de óleo, depósito de liquido de freios, radiador, parafuso purgado nas pinças, retentores de apertura do trinco, e os amortecedores traseiros

Não há problema no horizonte? Tudo pronto ? Então aproveite da sua viagem e mantenha-se seguro.

Contact